Categorias
Esportes

19 curiosidades sobre o Jiu-Jitsu

VOCÊ SABIA?  – 19 curiosidades sobre o Jiu-Jitsu 

 

Olá  guerreiros, tudo bem? Neste post iremos apontar 19 Curiosidades sobre o Jiu-Jitsu. Esses fatos interessantes com certeza irão aumentar o seu conhecimento sobre a arte, e você terá ainda mais assunto quando estiver naquela rodinha de amigos antes do treino.

Sabemos que o Jiu-Jitsu é uma arte marcial japonesa, e também um esporte de combate, que utiliza técnicas de percussão, golpes de projeções, torções e pressões para derrubar e dominar um oponente. Abaixo veremos 15 curiosidades sobre a “arte suave”.

 

JIU JITSU

 

CURIOSIDADES GERAIS

1 – No início do século XX, devido as diferenças entre o Jiu-Jitsu Brasileiro e o Jiu-Jitsu Japonês, e foi necessária uma mudança nas regras internacionais, e com isso o Jiu-Jitsu foi o primeiro esporte da história mundial do qual se mudou a nacionalidade. E aquela que era antes uma arte marcial japonesa, passou a ser considerada Brasileira, sendo então denominada “Jiu-Jitsu Brasileiro”, e exportada para o mundo todo, inclusive para o Japão;

2- O Jiu-Jitsu ajuda a praticar a abertura para o diálogo e o respeito, o senso de humanidade e a humildade;

3 – O Jiu-Jitsu japonês privilegiava as quedas, enquanto o Jiu-Jitsu Brasileiro privilegia a luta de chão e os golpes de finalização;

4- Yvone Duarte foi a primeira mulher a receber a faixa preta de Jiu Jitsu. Ela começou a treinar em 1978, aos 14 anos, mas na sua época os campeonatos eram exclusivamente masculinos.

5 – O primeiro mundial da arte suave ocorreu no Rio de Janeiro no ano de 1996. A primeira edição fora do Brasil ocorreu em 2007 nos Estados Unidos. Em 2008, 2010, 2017 e 2018 foi disputado na Califórnia.

6- O jiu-jítsu, hoje, é o esporte individual que mais cresce no país: possui cerca de 550 mil praticantes;

7 – Jiujitsuka é o nome formal de quem luta Jiu-Jitsu;

8 – O Jiu-Jitsu, além de ser uma excelente arte para a defesa pessoal, também auxilia na perda de peso. Isso porque,  a depender do desempenho do atleta, e com apenas  1 hora de aula, é possível queimar cerca de 750 a 1500 calorias. 

9 – O  Jiu-jitsu não é um esporte olímpico;

10-  Atualmente, o Jiu-jítsu está espalhado por Portugal e 60% da Europa por conta de muitos alunos formados para o ensino do Jiu-Jítsu Brasileiro, entre outros professores que imigraram

FAMÍLIA GRACIE 

 

11 – Mitsuyo Maeda, conhecido como Conde Koma viajou o mundo todo dando demonstrações de Judô para os ocidentais chegou ao Brasil em 1915 onde conheceu Gastão Gracie. Pai de oito filhos, cinco homens e três mulheres, Gastão tornou-se um entusiasta do Jiu Jitsu e levou o mais velho, Carlos, para aprender a luta com o japonês.

12 – Kyra Gracie foi a primeira mulher da família a conquistar a faixa preta no Jiu Jitsu em 2006, e aos 21 anos de idade Kyra recebeu das mãos de Carlinhos Gracie, a tão sonhada faixa preta de Jiu Jitsu.

13 – Royce Gracie e Rickson Gracie, filhos de Hélio Gracie, foram pioneiros a levar ao Jiu-Jitsu para os Estados Unidos e Japão, nos primeiros torneios de Vale-tudo/MMA: o UFC, Vale Tudo JapanPancrase e Pride FC

14 – Os 5 irmãos que iniciaram o Jiu-Jitsu no Brasil foram: Carlos, Oswaldo, Gastão, George e Hélio. (Os Gracie); 

15 – Carlos Gracie iniciou seus primeiros passos na “arte suave” aos 15 anos de idade;

16 – A Meia-Guarda sempre existiu, e era apenas uma posição em que o atleta que estava por baixo, e fazia apenas a reposição para a Guarda-Fechada;

17- Roberto “Gordo” Correa da Gracie Barra foi o  pioneiro da Meia-Guarda ofensiva. E ele a utilizava nas competições oficiais de Jiu-Jitsu nos anos 90;

18 – O UFC, maior evento de lutas do mundo, foi criado por Rorion Gracie (faixa vermelha 9º grau) filho mais velho de Helio Gracie;

19 –  Carlos Gracie teve 21 filhos, e o  Hélio Gracie teve 9 filhos.

—–

E então? Legal né?!  Esperamos que tenham gostado. 

Fiquem ligados que sempre terá atualizações por aqui. 

Palavras da autora

 

Porque escolhi este tema para dar início a este blog?

O jiu-Jitsu foi para mim um refúgio, um alento e um escape para uma mente conturbada e perdida. Eu dei os meus primeiros passos na arte suave quando recebi o diagnostico de  depressão e ansiedade. No início eu não sabia bem o que era aquilo, ou o que sairia daquela experiência. Mas, eu fui surpreendida por uma força que transformou o meu interior. E eu não sabia de onde e o porque daquilo, mas estava ali!

A sensação de que tudo de ruím era colocado pra fora junto com o suor e com o sangue. O jiu-jitsu para mim é mais que um esporte. Ele tirou de dentro de mim uma garra que eu não sabia que existia, e é por isso que independente do tempo que passar, eu sempre vou me lembrar que foi a arte suave que me ajudou a enfrentar o meu maior gigante. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *